Pesquisar nesta mnemônica

Translate

Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF

15 de set de 2011

Uma grande série sobre Curitiba 12

Por que Curitiba está tão suja?
Por: Coré-Etuba M. da Luz
[07/10/10]


Boa tarde.


Certamente todos vem andando pela cidade e notando que ela está extremamente suja.
Por toda a parte se vê lixo, e essa semana [out/10] a situação se tornou crítica, pois o lixo eleitoral permaneceu nas ruas, em boa parte. Disse em outro texto que em Manaus-AM se joga muito lixo na rua, e é verdade. Mas em Curitiba-PR também se joga muito lixo nas ruas. Cidades tão diferentes na aparência, a gélida Curitiba se torna igual a tórrida Manaus em alguns pontos negativos de suas essências. Lá como aqui se joga muito, muito lixo nas ruas. 
Lá não há lixeiras em locais públicos. Aqui há, ou seja, é do livre-arbítrio do curitibano essa comportamento degradante. 


Mas voltemos a falar do lixo eleitoral.
Se você tem a impressão que os resíduos gerados pelos políticos continuam nos gramados e calçadas, bem, infelizmente você está certo. O lixo eleitoral de fato não retirado em sua maior parte. Saiu na Gazeta do Povo essa semana [out/10] que a prefeitura está retirando 20 toneladas de resíduos relacionados a votação essa semana. A questão é que foi produzido infinitamente mais lixo, que não será limpo. E tenho como provar o que digo.


Vamos comparar nossa cidade com outras duas capitais de mesmo porte em nosso país: Brasília-DF e Porto Alegre-RS.
Na capital federal, o governo retirou ao todo 363 toneladas de sujeira das ruas, ou seja, 18 vezes mais. A capital gaúcha recolheu 145 toneladas de lixo, sete vezes mais.


Mas você pode ter certeza que Curitiba produziu mais ou menos a mesma quantia de lixo que essas outras cidades. Produziu o mesmo, mas limpou de 7 a 18 vezes menos. 


A matemática é uma ciência exata. Estamos vendo os resultados nas ruas. 


Não precisa crer em minha palavra. Mando-lhes a fonte. Vai aqui a ligação pros principais jornais dessas 3 importantes capitais brasileiras:


20 toneladas de lixo eleitoral serão retiradas das ruas de Curitiba
http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1053814&tit=20-toneladas-de-lixo-eleitoral-serao-retiradas-das-ruas-de-Curitiba


Hora de recolher e faturar com o lixo
http://www.clicrbs.com.br/especial/rs/diario-gaucho/19,222,3063916,Hora-de-recolher-e-faturar-com-o-lixo.html


Garis do SLU recolhem 363 toneladas de sujeira
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia182/2010/10/05/cidades,i=216490/GARIS+DO+SLU+RECOLHEM+363+TONELADAS+DE+SUJEIRA.shtml


Nem precisaria clicar se não quisesse. No título da ligação já diz que aqui foram retiradas 20 toneladas e no DF 363. Mas eu recomendo que o faça. Verá qual a diferença: aqui só foi retirado os resíduos dos locais de votação e avenidas principais – e olhe lá porque a situação está tensa. Em Brasília, esses locais tiveram prioridade, mas a seguir os 1,5 mil trabalhadores que se ocuparam da tarefa partiram pra varrer as ruas de todos os bairros da cidade – por lá, os bairros são chamados 'cidades-satélites', como é notório. 


Há outras duas diferenças importantes.
Eu disse acima que aqui 'foram retiradas 20 toneladas e em Brasília 363'. porém, na verdade o título diz outra coisa: em Brasília, de fato foram retiradas 363 toneladas. Em Curitiba, entretanto, serão retiradas essas míseras 20 toneladas. Ou seja, lá já foi feita a limpeza, sendo utilizados 1,5 mil pessoas, como já disse. Aqui, 700 trabalhadores ainda estão fazendo, e 'tem prazo' até o final dessa semana pra terminar. Todos sabemos que a prefeitura de Curitiba não cumpre prazos. Vide o metrô. Há pelo menos 3 ou 4 eleições o mesmo grupo se mantém no poder prometendo construir o metrô por aqui. Ganham as eleições e depois nem um mísero buraco é aberto. Na propaganda deles, tudo funciona a perfeição. Existe até um sítio sobre o fictício metrô curitibano. Veja você mesmo: 


Metrô - Cidade de Curitiba
http://www.metro.curitiba.pr.gov.br/


Viu que coisa linda? Na montagem, o trem já se dirige pra estação CIC Sul. O Centro Cívico, onde se encastela a classe política, é mesmo uma dimensão paralela, uma ilha da fantasia, em que as mentiras mais grotescas passam por realidade. Antes e depois das eleições, aparecem cartazes e sítios na internet com metrô circulando por nossa cidade, mas ele continua existindo somente na imaginação fértil deles. Vamos deixar isso pra lá, já que o metrô não vai mesmo sair, nem mesmo com a copa. Vamos continuar sendo esmagados nas portas dos bi-articulados, até o sistema entrar em colapso. Lembrei desse assunto aqui apenas pra mostrar que nossa cidade se especializou em viver de propaganda.


Eles creem ser possível substituir a realidade por montagens de computador. Quis apenas dizer que caso a limpeza da cidade se processe na mesma rapidez que as obras do metrô, estamos condenados a viver num verdadeiro chiqueiro. Talvez a prefeitura planeje transportar os trabalhadores que limparão (um dia) a cidade de metrô, logo, enquanto esse não é inaugurado, a limpeza não pode ser feita. É uma possibilidade. 
…..........
Em Porto Alegre igualmente a limpeza já foi feita. Nesse caso, o título diz que foram retiradas 45 toneladas, mas esse valor se refere apenas ao que foi limpo na 2ª, após a votação. Veja no penúltimo parágrafo que mais 100 toneladas já haviam sido limpas na noite de sábado pra domingo. 


Além de nas outras duas cidades a limpeza já ter sido realizada e aqui 'haver previsões' pra que um dia seja feito; vamos analisar a produtividade por trabalhador. 
Em Curitiba, são 700 que limparão (um dia quem sabe – a esperança é a última que morre.....) 20 toneladas. Em Porto Alegre, 40 pessoas retiraram as primeiras 45 toneladas e mais 642 pessoas agiram após a votação pra retirar as outras 100 toneladas. Em Brasília, 1,5 mil pessoas cuidaram – já cuidaram, no passado – de 363 toneladas de sujeira. Cálculos extremamente simples mostram que a produtividade por trabalhador em outras cidades é imensamente maior. Em Porto Alegre, 58 pessoas a menos do que aqui tiraram 5 vezes mais lixo (estou contando agora só a limpeza pós-eleição). Na capital da República, o dobro de pessoas deu conta de 18 vezes mais material. E isso, ressalto ainda mais uma vez, levando em conta que nas outras cidades tudo já foi feito, enquanto aqui ainda está sendo feito – ou talvez esteja sendo feito, já que a cidade continua imunda.
….......
Pois bem. Tudo isto posto, algumas questões ficam no ar.
Houve um tempo em que Curitiba era famosa em todo país e até no exterior por sua eficiência. Isso não é mais realidade, se é que um dia o foi. Mas o que ocorreu? Antes houve muitas mentiras a respeito de nossa eficácia, ou ela existia mesmo e se esvaiu, num exemplo típico da Lei que diz que o orgulho precede a queda? Ou é uma mistura das duas coisas: havia realmente algumas coisas muito boas aqui, mas que foram propagandeadas em excesso, e agora não existem mais?


Uma coisa é fato: vão longe os tempos que nosso transporte era modelo.


Hoje tá mais pra modelo do que não fazer, vide os frequentes acidentes com ônibus, que até morte têm causado. Muitas causas foram veiculadas na imprensa: falta de manutenção nos veículos, excesso de trabalho dos motoristas (uma vez que a prefeitura exige que eles cumpram as viagens em tempo menor que o necessário, pois não leva os congestionamentos em conta nos cálculos) ou mesmo a contratação de pessoas despreparadas. Não importa. O fato é que estamos, nesse quesito, fazendo manchetes mais por tragédias ou pelo mau funcionamento crônico que por nossas boas ideias, como já foi um dia. Fora o fato de que nosso metrô só existe na internet e na propaganda eleitoral, enquanto os de Brasília e Porto Alegre existem na vida real e também na internet. Veja seus sítios: 


Companhia do Metropolitano do Distrito Federal - Metrô
http://www.metro.df.gov.br/


Ao contrário daqui de Curitiba, não é montagem. O trem existe e vai de fato pro terminal da Ceilândia, que é uma cidade-satélite de Brasília com o perfil muito parecido com nossa Cidade Industrial. Tive a oportunidade de conhecer pessoalmente esse lugar do DF em 1999. 


Agora veja o de Porto Alegre: 


Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.
http://www.trensurb.gov.br/home.php


Há também o sítio da expansão da rede:


http://www.trensurb.com.br/expansao/


Além de não contar com metrô fora da propaganda veiculada na internet, Curitiba também está extremamente violenta. E suja. O ciclo eleitoral apenas agravou uma situação que já era ruim. 


Como já disse, houve uma inversão de valores. Nossa cidade um dia foi conhecida por ser limpa, segura e ter uma boa rede transportes. Agora, além da violência e do caos no transporte, após a eleição, enquanto em outras cidades a limpeza já está concluída e é muito mais abrangente, aqui ela é lenta, superficial e cada trabalhador retira per capita uma quantia infinitamente menor de lixo. Aí então eu pergunto:


Por que isso está acontecendo?


Responda quem puder.


Que Deus ilumine a todos. 
Curitiba-Ficção
DF-Realidade


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARE, PENSE, TOQUE E, SE NECESSÁRIO, COMENTE!
Obs: Haverá MODERAÇÃO do seu comentário!