Pesquisar nesta mnemônica

Translate

Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF

14 de mar de 2014

Curitiba: CAPITAL DA MORTE

* André Luiz Aguiar

Curitiba: Saúde Precária para os velhos que ajudaram a construir a cidade

Abaixo o relato de um amigo, Francisco Antonio Salerno Neto, que há muito acompanha a vida do casal (Wasyl) Basílio Homenko e (Dusia) Dulce Homenko, também meus amigos em comum.

Uma situação de verdadeiro esquecimento do poder público em relação àqueles que ajudaram a construir esta cidade.




Só um detalhe da vida do casal: da Ucrânia vieram refugiados da Segunda Guerra Mundial chegaram no Brasil em 1949. Aqui fizeram família, construíram uma vida, filhos, netos e bisnetos. Enfim, ajudaram a erguer uma cidade. 
E esta cidade (governantes) os esquecem e relegam ao sofrimento de uma Saúde Pública pífia.

Eis o relato.

"GUSTAVO FRUET, VOCÊ NOS ENGANOU DIREITINHO!
Hoje pela manhã fui visitar um casal de velhinhos que acompanho agora há mais de 10 anos aqui em Curitiba, ele com 93 anos e ela com 92 anos. Eles residem há mais de QUATRO DÉCADAS no bairro do Capão Raso, moram numa casinha simples de madeira, não têm posses nenhuma além de sua fé.
Ele já perdeu uma das vistas, sofre de glaucoma na outra, já fez cirurgia do coração, sofre de câncer de próstata, mal consegue se manter em pé se não por sua muleta improvisada e bengala. Ela sofre há anos de dores terríveis que os médicos não conseguem diagnosticar e tratar. Pudera! Eles estavam ‘sendo acompanhados’ no posto de saúde do bairro só que algumas vezes tinham de se deslocar para a região central para ser atendidos por algum médico ‘especialista’ e com estes pequenos detalhes: para passar por um oftalmologista – espera de cinco meses; para passar por um cardiologista, espera de um ano. Um ano! 

Eles são duas pessoas que procuram manter sua dignidade e não reclamam da vida, apenas a encaram, mas hoje quem vai reclamando sou eu… 

Não dá para ver tanta dor e sofrimento e imaginar que eles vêm enfrentando a falta de medicamentos continuada do posto de saúde (medicamentos para pressão alta e outros, etc) que deveriam estar sendo distribuídos gratuitamente tendo de apelar ao favor de outras pessoas agora. E o pior: ela foi encaminhada para fazer um simples raio-x lá para o outro lado da cidade e teve de ir até o Atuba… Por acaso a Prefeitura disponibiliza transporte apropriado para isso? Não...
Sr.Prefeito Gustavo Fruet! O senhor nos enganou direitinho! Esperávamos que seu governo fosse melhor que o de seu antecessor, trabalhamos por sua candidatura, votamos no senhor e no entanto o que presenciamos agora é um total descalabro, um verdadeiro acinte contra os cidadãos idosos de nossa Curitiba. Por que os seu Secretário de Saúde não manda a mãe dele fazer esta via crúcis que ele obriga nossos velhinhos a percorrer todo santo dia? Por que o senhor mesmo também não faz o mesmo com os seus?
Pensar que eles foram encaminhados para o outro lado da cidade quando pertinho de sua casa há o Hospital do Idoso é algo perto do inimaginável! E não venham com a desculpa que foi erro do sistema de informática! E não há desculpa para a falta de medicamentos nos postos de saúde! A afirmação veiculada nos jornais locais que para regularizar o abastecimento de medicamentos levará até 5 anos é no mínimo uma grandíssima mentira! 

Bastaria dar prioridade para o que é deve ser prioritário, não para obras de embelezamento da cidade por conta da Copa 2014, ficar brincando de fazer viaduto estaiado para agradar só Deus sabe lá quem!
Curitiba uma vez já foi chamada de capital social, agora será chamada de capital da morte.
É lamentável, é vergonhoso!
Ah! Ia-me esquecendo: meu nome é Francisco Antonio Salerno Neto , não faço parte de nenhum partido político, nem de corrente ou vertente política, não sou candidato a nada, e nem compactuo com tamanha vergonha e injustiça para com aqueles que dedicaram suas vidas a esta cidade.
Anote aí senhor prefeito: nem o senhor e nem um candidato, qualquer que seja ele, apoiado pelo senhor nas próximas eleições receberá o meu voto e de muitos que lerem este protesto.
E faça-nos um favor e a si mesmo: RESOLVA ESTA SITUAÇÃO ESDRÚXULA!
Francisco A Salerno Neto
Curitiba, 14 de Março de 2014"



André Luiz Aguiar/Advogado/
amigo desses dois velhinhos que
sofrem com a Saúde Pública
Precária em Curitiba/
não me calarei
OAB-PR 60.581
__________________
Vejam mais sobre a Saúde Pública em Curitiba
1) Não tem remédio em Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARE, PENSE, TOQUE E, SE NECESSÁRIO, COMENTE!
Obs: Haverá MODERAÇÃO do seu comentário!