Pesquisar nesta mnemônica

Translate

Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF

2 de out de 2011

Alvo: Brasil - as tropas cruzadas vem aí!


Por: Coré-Etuba M. da Luz
em 30/9/11                                                                                                                 


Boa tarde a todos.

Recebi de uma colega um texto relatando mais uma vez como os euro-estadunidenses estão usando os indígenas de fachada pra ocuparem a Amazônia. Trata-se de algo gravíssimo, mas que a maioria das pessoas prefere ignorar. Na tentativa de quebrar um pouco esse torpor reproduzo a vocês o que recebi e depois o que respondi.

Comecemos pelo material que ela me enviou. Dois detalhes: primeiro, o texto está no feminino pois foi originalmente escrito por uma mulher, aquela que passou no concurso federal e foi trabalhar em Roraima, e segundo, apaguei os nomes tanto dela quanto de outros que já repassaram. Não sei se são verdadeiros, e não faz diferença. Leia o texto. Caso ache que faz sentido, tanto faz se foi assinado por Buda ou por um gari. Se faz sentido, faz sentido. Se não faz, não faz. Em ambos os casos, nomes não vão mudar essa realidade. 'Nomes confundem a mente humana', já bem definiram os sábios.

Abaixo o texto que está circulando pela internet. Não o alterei em nada, exceto o gentílico – digo quantas vezes forem preciso, América é um continente e não um país. De resto segue na íntegra, sem mudar uma vírgula. Fogo no pavio:

_________________________________________________________________________
Segue abaixo o relato de uma pessoa conhecida e séria, que passou recentemente em um concurso público federal e foi trabalhar em Roraima. Trata- se de um Brasil que a gente não conhece.

As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas chegando em Boa Vista (RR) não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui. Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução. Para começar, o mais difícil de encontrar por aqui é roraimense. Pra falar a verdade, acho que a proporção de um roraimense para cada 10 pessoas é bem razoável, tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e por aí vai. Portanto, falta uma identidade com a terra.

Aqui não existem muitos meios de sobrevivência, ou a pessoa é funcionária pública, (e aqui quase todo mundo é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro) ou a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do governo. Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam apenas 30%, descontando- se os rios e as terras improdutivas que são muitas, para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.

Na única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a Manaus, cerca de 800 km ) existe um trecho de aproximadamente 200 km reserva indígena (Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde, nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da FUNAI e dos estadunidenses) para que os mesmos não sejam incomodados. Detalhe: Você não passa se for brasileiro, o acesso é livre aos estadunidenses, europeus e japoneses. Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI.

Outro detalhe: estadunidenses entram à hora que quiserem. Se você não tem uma autorização da FUNAI mas tem dos estadunidenses então você pode entrar. A maioria dos índios fala a língua nativa além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar português. Dizem que é comum na entrada de algumas reservas encontrarem- se hasteadas bandeiras estadunidenses ou inglesas.

É comum se encontrar por aqui estadunidense tipo nerd com cara de quem não quer nada, que veio caçar borboleta e joaninha e catalogá-las, mas no final das contas, pasme, se você quiser montar uma empresa para exportar plantas e frutas típicas como cupuaçu, açaí, camu-camu etc., medicinais ou componentes naturais para fabricação de remédios, pode se preparar para pagar 'royalties' para empresas japonesas e estadunidenses que já patentearam a maioria dos produtos típicos da Amazônia...

Por três vezes repeti a seguinte frase após ouvir tais relatos: Os estadunidenses vão acabar tomando a Amazônia. E em todas elas ouvi a mesma resposta em palavras diferentes. Vou reproduzir a resposta de uma senhora simples que vendia suco e água na rodovia próximo de Mucajaí: Irão não minha filha, tu não sabe, mas tudo aqui já é deles, eles comandam tudo, você não entra em lugar nenhum porque eles não deixam. Quando acabar essa guerra aí eles virão pra cá, e vão fazer o que fizeram no Iraque quando determinaram uma faixa para os curdos onde iraquiano não entra, aqui vai ser a mesma coisa'.

A dona é bem informada não? O pior é que segundo a ONU o conceito de nação é um conceito de soberania e as áreas demarcadas têm o nome de nação indígena. O que pode levar os estadunidenses a alegarem que estarão libertando os povos indígenas. Fiquei sabendo que os estadunidenses já estão construindo uma grande base militar na Colômbia, bem próximo da fronteira com o Brasil numa parceria com o governo colombiano com o pseudo
objetivo de combater o narcotráfico.

Por falar em narcotráfico, aqui é rota de distribuição, pois essa mãe chamada Brasil mantém suas fronteiras abertas e aqui tem estrada para as Guianas e Venezuela. Nenhuma bagagem de estrangeiro é fiscalizada, principalmente se for estadunidense, europeu ou japonês, (isso pode causar um incidente diplomático). Dizem que tem muito colombiano traficante virando venezuelano, pois na Venezuela é muito fácil comprar a cidadania venezuelana por cerca de 200 dólares.

Pergunto inocentemente às pessoas: porque os estadunidenses querem tanto proteger os índios ? A resposta é absolutamente a mesma, porque as terras indígenas além das riquezas animal e vegetal, da abundância de água, são extremamente ricas em ouro - encontram-se pepitas que chegam a ser pesadas em quilos), diamante, outras pedras preciosas, minério e nas reservas norte de Roraima e Amazonas, ricas em PETRÓLEO. Parece que as pessoas contam essas coisas como que num grito de socorro a alguém que é do sul, como se eu pudesse dizer isso ao presidente ou a alguma autoridade do sul que vá fazer alguma coisa.

É, pessoal... saio daqui com a quase certeza de que em breve o Brasil irá diminuir de tamanho. Será que podemos fazer alguma coisa???

Acho que sim. Repasse esse e-mail para que um maior número de brasileiros fique sabendo desses absurdos.”
http://www.midiaindependente.org/pt/red/2008/03/415514.shtml
_________________________________________________________________________

Aqui se encerra o que recebi. Abaixo minha resposta. Como sempre, a partir daqui mesmo o que estiver em itálico é de minha autoria.

É evidente que tudo o que foi relatado é verdadeiro. Não por acaso os EUA são o Império do Mal, afinal.

Só pessoas muito ignorantes podem crer que eles estão interessados em 'salvar' os índios. Todos os que estudaram história estadunidense sabem muito bem o que ocorreu – e ocorre – aos habitantes originais daquela terra: foram exterminados e colocados em campos de concentração, oficialmente chamadas 'reservas', assim como pros nazistas Auschwitz era um 'local de trabalho'.

A raça branca ianque assim teve a disposição 2,3 bilhões de acres de terra roubada, e foi aí que começou sua imensa riqueza material que hoje desfrutam. O único 'detalhe' é que milhões de índios tiveram que ser exterminados.

E até hoje o holocausto indígena prossegue, mais ameno na aparência, o que o torna ainda mais cruel na essência. As coisas mudam pra nunca mudarem, como bem o sabes. Os dados do censo ianque mostram claramente que os indígenas são a única raça que vivem em condições piores que os negros, e olhe que a renda dos negros é menos de 50% da dos brancos. Em termos de patrimônio é pior ainda, uma família branca tem posses na média de 100 mil dólares, enquanto a média negra é de US$ 5 mil . E aí, repito, a média indígena é ainda mais baixa.

Não foram só os índios que sofreram com esse saque e pilhagem. Cumprindo a doutrina do 'destino manifesto' – mentira grotesca e racista sobre a qual já comentei muitas vezes em meus textos – eles simplesmente roubaram metade do México. Os mexicanos que ali estavam (a maioria deles também indígenas, mestiços de índios com espanhóis) foram igualmente massacrados. Os que sobreviveram foram expulsos pro que restou do México ou foram igualmente jogados em campos de concentração, esses de portas abertas, os bairros americanos das grandes cidades ianques do Sudoeste. Sabe bem que América é um continente, logo quando falo 'americanos' aqui, não estou me referindo aos estadunidenses, bem ao contrário, e sim aqueles que eles dizimaram, sejam índios ou hispânicos.

…........................

Logo alguém tem que ser muito idiota pra crer que essa raça suja, covarde, pérfida e predadora está remotamente interessada em 'defender os índios'.

O trunfo deles, e a base de seu poder, é que a grande maioria da humanidade é mesmo muito idiota, está em coma consciencial, são 'animais que falam e usam roupas', e não quer pensar, quer consumir. A maior parte das pessoas nunca estudou história estadunidense, e aqui incluo quase todos os estadunidenses, se você pegar o termo 'estudar' na sua acepção correta, que é o de decodificar e desmistificar o 'Tsunami de Mentiras' que mantém o poder da raça branca, ao invés de ser defensor, de forma consciente ou não, desse sistema sujo.

….............

Então lidamos com a mentira número um, o de que há qualquer caráter humanitário. Entremos agora no campo da economia, também outro ramo do conhecimento intocado pela multidão – já sabe bem que quando uso esse termo não há qualquer conotação de classe material, ao contrário: a classe média (como Noam Chonski bem definiu) lê mais livros, jornais, vê TV a cabo, vai ao cinema, etc, viaja ao exterior, logo absorve uma dose maior de lavagem cerebral, e por não saber ser isso lavagem cerebral, é mais ignorante em termos reais. Julgam-se mais 'informados', quando são mais manipulados.

Voltemos a economia. Poucos se dão conta que o capitalismo é pirâmide, ou seja, opera em espiral. O saque e pilhagem precisa ser sempre crescentes, ou os lucros cessam. Por isso é preciso sair sempre em busca de novos mercados e fornecdores de mão-de-obra e matéria-prima cada vez mais barata.

É evidente que a Terra chegou no limite que pode aguentar desse processo predatório, e após transformarem a Amazônia num deserto verde (plantação de soja trangênica e pasto pra gado, como já fizeram no Mato Grosso) o planeta simplesmente deixará de ser habitável. Eles sabem disso mas não se importam.

…...................

Já escrevi muitas vezes que a CIA é o maior traficante de drogas do planeta, e a maior entidade terrorista também – por CIA aqui me refiro aos EUA, seu governo e também as megacorporações, afinal tudo é o mesmo.

É igualmente evidente que as guerras 'contra as drogas' e 'contra o terrorismo' são apenas fachadas, desculpas obscenamente mentirosas, pra ocupação e saque pelos 'mesmos de sempre'.

A corrupta mídia capitalista, de posse de você sabe quem, repete o “Tsunami de Mentiras” pois é parte do problema, mas repito, a classe média continua a ler seus jornais e revistas, e ver seus noticiários na TV a cabo, sem se importar com o fato que o que é impresso e dito não guarda qualquer relação com o a realidade.

Creio que nenhuma pessoa de bom senso negaria que as guerras 'contra' drogas e terrorismo são falsificações grotescas, mas, novamente, as pessoas que tem bom senso são minoria, a multidão é cega e marcha pro abismo.

….......................

É claro que a ocupação militar da Colômbia – e até recentemente do Equador – não visa controlar apenas o(s) país(es) onde as bases estão instaladas. É óbvio que ela visa subjugar toda a América do SulA Amazônia tem de fato todas as riquezas mencionadas, e os vampiros da raça euro-estadunidense jamais deixarão que os povos donos delas as usem pra se desenvolverem.

A CIA já vem divulgando na imprensa do mundo todo que as gangues de traficantes do Rio de Janeiro são fachadas da Al-Qaida, preparando o terreno pra um dia, que não tarda, em que nosso país será bombardeado e ocupado, sempre, claro, visando combater o 'terrorismo' e as 'drogas'.

Meu irmão (irmão material no caso, em sentido real todos somos irmãos) estava comigo almoçando em Bogotá e também viu a matéria na TV colombiana.

…................

A única conclusão possível diante de tão grave quadro é essa:

Os EUA são o Império do Mal. Se ninguém tolher suas ações, destruirão a Terra, e todos que nela habitam. A maioria não quer ver, mas a Verdade é essa:


Ou a humanidade se mobiliza – pacificamente, claro – pra acabar com o Império do Mal, ou esse acabará com a humanidade.


Não há terceira opção. E a hora de decidir chegou.


Se não acordarmos breve não haverá o que salvar. Eu não estou brincando.


........................


Que Deus ilumine a todos.


“Deus proverá”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARE, PENSE, TOQUE E, SE NECESSÁRIO, COMENTE!
Obs: Haverá MODERAÇÃO do seu comentário!